Total de visualizações de página

Pesquisar este blog

8 de outubro de 2011

PEZÃO SE ENVOLVE EM CONFUSÃO NO CERESP DE SÃO CRISTOVÃO E É ALVEJADO COM TIRO POR UM AGENTE

 
Após quatro dias de ser preso em um apartamento de luxo de Santos, no litoral de São Paulo, um dos criminosos mais perigosos de Minas Gerais se envolveu em uma confusão dentro do Centro de Remanejamento de Presos (Ceresp) São Cristóvão.
De acordo com a assessoria de imprensa da Secretaria de Estado de Defesa Social (Seds) , Ângelo Gonçalves de Miranda Filho, de 29 anos, conhecido como Pezão ou Anjinho, foi baleado por um agente penitenciário, que agiu em legítima defesa.
Segundo a Seds, Pezão fingiu que estava passando mal e, quando foi atendido, agrediu os agentes penitenciários. No calor da confusão, um dos agentes disparou um tiro de borracha contra a parede. No entanto, o cartucho voltou e atingiu o braço do criminoso.
Devido ao ocorrido, Pezão foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) de Belo Horizonte, onde passa por um exame de corpo de delito na manhã deste sábado (8). Após o procedimento, Pezão será ouvido pela Polícia Civil. O prazo para que o depoimento de Ângelo Gonçalves seja colhido termina na próxima terça-feira (11).
Assim que a investigação da PC for liberada, Anjinho será transferido para uma unidade prisional de segurança máxima da Subsecretaria de Administração Prisional
(Suapi).
Nessa sexta-feira (7), a prisão de Pezão foi classificada pela Polícia Civil como o enfraquecimento das relações entre a quadrilha mineira liderada por ele e a principal facção criminosa paulista. Com mais de 50 integrantes, a quadrilha do criminoso é considerada uma das mais perigosas de Minas, agindo em Belo Horizonte e em outras cinco cidades da região metropolitana e do interior.
Atualizada às 11h52.